Desenvolvimento de habilidades é prioridade entre jovens profissionais

Por 29 de março de 2018Zona de impacto

Para 45% dos entrevistados em pesquisa sobre futuro profissional, explorar e aprimorar os próprios talentos e habilidades é essencial para se destacar na carreira

Explorar e desenvolver o próprios talentos e habilidades para obter e manter o melhor desempenho possível na vida profissional foi apontada como ação prioritária por 45% dos jovens que estão entrando no mercado de trabalho.

Além disso, segundo o levantamento, realizado pela Agência Geeks em parceria com a Tamboro, 37% afirmam que a realização profissional é a principal meta e 31% dizem priorizar o estudo e o desenvolvimento intelectual (27% trabalho e carreira) em comparação a outras esferas da vida. A pesquisa mapeou a opinião de 700 jovens, com idade entre 15 e 30 anos, durante a 11º edição da Campus Party Brasil, em fevereiro deste ano.

Para o sócio e diretor de Arquitetura de Aprendizagem da Tamboro, André Couto, é fundamental que os jovens percebam que o desenvolvimento de competências é imprescindível para o futuro do profissional no mercado de trabalho atual. “O foco na educação deve ser constante, não apenas em momento de cursos, processos de seleção, ou quando já se está empregado”, comenta Couto. “Muitas vezes, o jovem será cobrado a encarar desafios que exigem uma nova formação, e é preciso estar pronto para isso.”

Para Juliano Alves, sócio da Agência Geeks e diretor comercial da Rádio Geek, os dados desmistificam a impressão de que as novas gerações não têm propósito ou que não usam a tecnologia para além dos jogos e passatempos. “A realidade é outra, e entender o perfil desse público é essencial para compreendermos nossos negócios e a sociedade em que vivemos”, explica.

 Criatividade em primeiro lugar

De acordo com a pesquisa, 45% dos entrevistados acreditam que a criatividade é a habilidade mais relevante na atuação profissional e 30% entendem que resolução de problemas é a mais importante.

“Criatividade e relação interpessoal são
fundamentais”

Marcio de Mendonça,
estudante de Arquitetura

O estudante de arquitetura Marcio de Mendonça acredita que seu ponto forte como profissional é justamente a criatividade, e que ela pode compensar o fato de não dominar totalmente as ferramentas tecnológicas da sua futura profissão. “Na minha área, softwares são bem importantes, mas tem que haver um equilíbrio. Criatividade e relação interpessoal também são fundamentais.”

Outros 33% apontam interesse em aprender mais e em longo prazo. Para Emílio Werner, estudante de Engenharia da Computação que também participou da pesquisa, “cada dia é uma descoberta nova, cada dia é um aprendizado novo que você tem que ter. O que eu vejo hoje na faculdade não ficará só nisso”, diz.

“Cada dia é uma descoberta nova, cada dia
é um aprendizado novo que você tem que ter.
O que eu vejo hoje na faculdade não ficará só nisso.”

Emílio Werner, 
estudante de Engenharia da Computação

Wieder Santos Costa, outro participante do levantamento, é designer e desenvolvedor web e acredita que a renovação constante da tecnologia exige que os jovens profissionais estejam sempre se atualizando. “Cada dia mais temos que aprender. A gente nunca está preparado”, declarou.

As habilidades e competências essenciais

Assim como Costa, outros 49% dos entrevistados dizem saber quais habilidades precisam desenvolver e como fazê-lo. Além disso, 39% consideram a habilidade de adaptação a diferentes cenários o maior diferencial de um profissional.

Entre eles está Caio Xavier Maia, estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. “O mundo está em constante mudança, constante desenvolvimento, e eu acho que as pessoas também devem estar em constante desenvolvimento. As pessoas têm que se adaptar a esse novo mundo”, explica.

“O mundo está em constante mudança, 
constante desenvolvimento… As pessoas
têm que se adaptar a esse novo mundo.”

Caio Xavier Maia,
estudante de Análise de Desenvolvimento de Sistemas

Para André Couto, diretor da Tamboro, o levantamento mostra o perfil do jovem atual, que demonstra preocupação com o futuro e consciência da importância da  educação e do aprimoramento de competências para o sucesso profissional. “Nesse contexto, a tecnologia é protagonista ao ampliar o acesso à informação e expor um mundo de novas oportunidades a esse público, e por possibilitar novos formatos de aprendizado”, conclui.

Deixe um comentário