Softs Skills e mais 3 tendências de RH que estarão em alta em 2019

A preocupação com as habilidades comportamentais ganha destaque dentro das empresas. Conheça o que será fundamental para o setor de recursos humanos: de desenvolvimento de colaboradores a política salarial

Por 1 de março de 2019Mercado

 

As tendências de RH que estarão em alta em 2019 já foram apontadas por pesquisas globais. E não é surpresa que, entre elas, estejam as soft skills, habilidades essenciais para o mercado de trabalho, como criatividade, resolução de problemas e comunicação. Confira abaixo para estar bem preparado para este novo cenário…

Conheça as principais tendências de RH para 2019:

  1. Soft skills

As soft skills são a tendência número 1 para os setores de Recursos Humanos neste ano, segundo a versão 2019 do relatório “Tendências Globais de Talento” (Global Talent Trends 2019), do LinkedIn, baseado em pesquisa com mais de 5 mil profissionais de RH em 35 países, incluindo o Brasil.

Para 91% dos entrevistados (95% no Brasil), esse é um fator que vai transformar o ambiente de trabalho. Entre os consultados, 80% acreditam que as soft skills, ou habilidades socioemocionais, são importantes para o sucesso de suas empresas.

Ainda segundo o relatório, as hard skills não são mais suficientes para uma carreira bem-sucedida. “Uma linguagem de programação específica pode sair de moda, mas a criatividade, a adaptabilidade e as habilidades de colaboração sempre serão valiosas”, cita a pesquisa.

HABILIDADES CONSIDERADAS MAIS NECESSÁRIAS

Criatividade

Persuasão

Colaboração

Adaptabilidade

Gerenciamento de tempo

Apesar das skills acima serem citadas como as mais necessárias para o mercado de trabalho atual pelos entrevistados, menos da metade (apenas 41%) declararam ter processos estruturados para avaliá-las. Dos participantes, 57% admitiram que tem dificuldade em avaliar as soft skills.

Precisando de soluções para selecionar, avaliar e desenvolver soft skills em sua equipe? Os algoritmos da Tamboro atestam a proficiência dos seus colaboradores nessas habilidades. Saiba mais aqui!

  1. Trabalho Flexível

A segunda entre as tendências de RH para 2019 mostra que as empresas estão entendendo que flexibilizar os horários e locais de trabalho pode ser benéfico tanto para o colaborador quanto para o contratante.

No estudo Tendências de RH em 2019, realizado pela empresa de consultoria Great Place to Work (GPTW) no Brasil, a flexibilização da estrutura de trabalho aparece entre os cinco maiores desafios de 2018, sendo apontada também como um dos principais temas a serem trabalhados neste ano pelos setores de Recursos Humanos. Ao todo, 427 executivos participaram da pesquisa.

E a flexibilização parece funcionar: entre as empresas avaliadas pelo GPTW e ranqueadas como as melhores para se trabalhar, 82% adotam horário flexível e 61% estimula o trabalho feito diretamente de casa, no modelo home office.

  1. Políticas antiassédio

O Brasil é o terceiro País onde os profissionais de RH veem mais importância em políticas antiassédio no ambiente de trabalho – 78% dos entrevistados da pesquisa do LinkedIn apontaram essa questão como uma das tendências de RH para 2019. No mundo a porcentagem foi de 71%.

Analisando os posts compartilhados em sua plataforma, o LinkedIn concluiu também que houve um aumento de 71% nas publicações sobre assédio no local de trabalho de 2017 para 2018, mostrando a relevância do tema tanto entre os empregadores quanto entre os colaboradores.

  1. Transparência nos salários

    Apenas 27% dos profissionais consultados pelo LinkedIn declaram que suas empresas compartilham valores salariais com todos os colaboradores. Mas 53% dos profissionais de RH mundo afora levantaram a importância de trabalhar este tema em 2019.

    No Brasil, 55% dos entrevistados já reconhecem a importância da transparência nos pagamentos. A tendência tende a crescer no mundo, já que 22% dos recrutadores ainda não divulgam tais informações, mas gostariam de fazê-lo.

  2. People Analytics

People Analytics diz respeito aos processos de RH baseados em coleta e análise de dados sobre o comportamento dos colaboradores. Na pesquisa Tendências de RH em 2019, do GPTW, esse foi considerado o principal desafio de 2019 para os Recursos Humanos por 44% dos participantes. O uso de dados para selecionar e montar equipes é uma ferramenta importante para proporcionar diversidade e, portanto, maior produtividade e inovação para as empresas.

Deixe um comentário