Conheça as vantagens do treinamento a distância para a sua empresa

O mundo está mudando e algumas mudanças vieram para ficar. O treinamento remoto é uma delas.

O mundo está passando por uma grande transformação. Com a pandemia do coronavírus, as empresas tiveram que se adaptar rapidamente a uma nova realidade na qual o trabalho remoto foi implementado por causa do isolamento social.

Os colaboradores passaram a trabalhar de casa e com isso surgiu a necessidade de buscar alternativas para manter as atividades em uma rotina bem próxima do normal. Assim como as reuniões e as apresentações, a forma como as equipes são treinadas também mudou.

Embora os profissionais comecem a viver a volta ao trabalho pós-pandemia, muitas mudanças vieram para ficar. O treinamento remoto é uma delas. Nesse artigo você vai conhecer as vantagens e as desvantagens de capacitar os funcionários de forma online.

O que é e quais são as vantagens do treinamento a distância?

Treinamento remoto é uma ação de desenvolvimento a distância em que a formação acontece em um ambiente virtual, totalmente digital.

Esse é um investimento importante para o crescimento da empresa, além de ser uma ótima estratégia para fortalecer a cultura organizacional, valorizando e motivando seus colaboradores.

Além destes aspectos, vale destacar alguns outros benefícios de investir em ações online para o seu time:

  1. Não há necessidade de um espaço físico para realizar um evento.
  2. É mais econômico pois você vai reduzir custos com o aluguel do local, com o deslocamento da equipe, acomodações, coffee breaks, almoço e materiais de apoio.
  3. Necessidade de poucos recursos para iniciar: você precisará contratar uma plataforma virtual, um computador e acesso à internet.
  4. É possível realizar treinamentos a distância de praticamente qualquer tema. Mesmo que você não tenha experiência em desenvolvimento de conteúdo formativo, existem profissionais muito criativos e capacitados que podem ajudar.
  5. É rápido de viabilizar. Com o material pronto, é só disponibilizar na plataforma. Se o evento for ao vivo (atividade síncrona), basta começar no dia e horário marcado.
  6. Para participar da atividade é preciso apenas de um celular ou computador com acesso à internet.
  7. Não há limitação do número de participantes. É possível treinar poucos ou muitos profissionais de uma só vez. Aliás, esse é um modelo escalável, ou seja, quanto mais pessoas você treinar, menores os custos por participante.
  8. Mudanças na equipe sempre acontecem. Replicar o treinamento para novos colaboradores será questão de alguns cliques! O mesmo vale para quem quiser ou precisar reforçar os conceitos aprendidos. Basta retornar à plataforma e revisitar o conteúdo.
  9. Se o evento não for ao vivo, cada um pode participar no momento que for viável (atividade assíncrona). Não é necessário parar toda a equipe ao mesmo tempo, evitando a quebra de produtividade.
  10. É mais prático treinar a força de trabalho na ponta da operação sem precisar investir no deslocamento e garantindo que todos recebam as informações. Para grandes equipes distribuídas geograficamente, este é um modelo mais sustentável, tanto do ponto de vista econômico, quanto ambiental.
  11. Evita aglomerações. Em tempos de pandemia o correto e mais seguro é manter as pessoas distantes umas das outras.
  12. Através da plataforma é possível acompanhar de perto a evolução dos colaboradores com dados de acesso, progresso nos cursos, avaliação de aprendizagem e até feedback de satisfação. Você pode, inclusive, aplicar um teste de perfil para conhecer melhor os funcionários e ajudar na tomada de decisões mais assertivas sobre sua equipe.

 

Como contornar possíveis desvantagens

Um dos argumentos utilizados contra o treinamento remoto é a menor interação entre os participantes, já que na maioria das plataformas os usuários realizam suas atividades de modo independente. Embora existam opções como os fóruns ou aulas ao vivo, estas são atividades síncronas, ou seja, necessitam da presença de todos ao mesmo tempo.

Existem também plataformas que oferecem atividades colaborativas assíncronas (cada um faz no seu tempo), possibilitando que os usuários coloquem a mão na massa e interajam co-criando, resolvendo problemas e até permitindo a avaliação entre pares. Desta forma, a construção do conhecimento é enriquecida e contribui para o desenvolvimento de mais uma habilidade essencial: a capacidade de colaboração!

É verdade também que as atividades a distância podem requerer maior esforço de engajamento por parte da empresa. Nem todos os funcionários possuem a disciplina para a formação remota. Além disso, as empresas podem contar com pessoas de perfis muito diversos e é comum que os funcionários da ponta da operação não estejam tão adaptados ao universo online e uso de tecnologias. Neste caso, é muito importante buscar alternativas que estimulem a interação do participante. Manter uma comunicação constante e direcionada ao momento do participante é uma maneira muito potente para engajar o usuário. A análise de dados de progresso e aproveitamento dos usuários é a grande aliada nesta etapa para identificar ações que motivem os participantes a manterem o ritmo e finalizarem os cursos.

Ainda no tema de engajamento, a gamificação tem ganho muito destaque no suporte à aprendizagem. Premiações e reconhecimento são boas propostas para tornar o projeto mais dinâmico e atraente. Essas técnicas agregam valor à formação dos participantes e incentivam o alcance das metas e a superação de desafios.

Manter o treinamento a distância como prática recorrente é uma tendência que veio para ficar. Cada vez mais empresas estão confiando nessa proposta como uma estratégia eficaz para manter os funcionários mais produtivos, atualizados e engajados.

Agora que você já conhece as principais características do treinamento remoto e suas vantagens, já identificou quais habilidades seus colaboradores precisam desenvolver? Você pode começar pelas habilidades mais importantes para a sua empresa agora e no futuro.

Join the discussion 2 Comments

Deixe um comentário